Flamengo se reúne com a Ferj para tentar liberar mais espaço no Maracanã e reclamar da arbitragem

O vice de futebol do Flamengo, Marcos Bráz, reuniu-se na tarde desta segunda-feira com Rubens Lopes, presidente da Ferj, na sede da entidade. Na pauta, o espaço reservado à torcida visitante no Maracanã.

O Flamengo tenta liberar mais espaço no estádio em grandes jogos. É comum que o Setor Sul fique com muitos assentos vazios, devido ao espaço reservado aos torcedores visitantes. Geralmente, cerca de 10% do estádio fica com a torcida adversária, mas dificilmente o setor é totalmente ocupado.

Na próxima quarta-feira, o Flamengo vai voltar a se reunir com a Ferj para tentar resolver a situação. O encontro, dessa vez, contará com representantes da Polícia Militar

No jogo contra a LDU, por exemplo, o Maracanã ficou com um grande buraco no Setor Sul. Aproximadamente 7 mil lugares foram reservados para a torcida equatoriana, mas a ocupação no setor não chegou a 50 pessoas.

Reclamações da arbitragem

Durante o encontro, outro tema foi pauta: a arbitragem. Marcos Braz reclamou que o Flamengo foi prejudicado nos últimos jogos. No empate contra o Vasco, houve um pênalti no último minuto. Diante do Volta Redonda, no sábado, um gol legal de Hugo Moura, anulado equivocadamente.

Logo após a partida contra o Volta Redonda, a Ferj reconheceu o erro e afastou o árbitro Pathrice Maia e assistente Raquel Matos das próximas rodadas do Campeonato Carioca.

Compartilhe!