Com 47 mil ingressos vendidos para jogo contra a LDU, Flamengo mira melhores públicos da América do Sul

Após ser, com sobras, o time de melhor média de público do Campeonato Brasileiro do ano passado,o Flamengo e sua torcida voltam as atenções para a América do Sul. Cerca de 47 mil ingressos já foram vendidos para a partida de quarta-feira, contra a LDU, do Equador, pela segunda rodada do Grupo D da Libertadores. É um bom começo na campanha que pode consagrar os rubro-negros como os mais presentes do continente.

Para se ter uma ideia, com a parcial, o Flamengo já tem um público maior do que a capacidade dos estádios de 21 equipes nesta Libertadores. O fator Maracanã ajuda o Rubro-Negro — seus 78.838 lugares fazem dele o maior palco de jogo da competição, com larga vantagem para o segundo maior estádio do torneio, o Monumental de Nuñez, do River Plate, e seu espaço para 66.2269.

Há uma diferença entre a capacidade total do Maracanã e a quantidade de ingressos que o Flamengo costuma colocar à venda em suas partidas. Para o jogo de quarta-feira, a diretoria liberou carga de 57 mil entradas. Só na venda para sócios torcedores, 35 mil ingressos foram vendidos antecipadamente.

Neste começo de ano, o clube tem adotado uma política de ingressos mais baratos, o que tem ajudado a torcida a comparecer em peso aos jogos na temporada. Nesta fase de grupos da Libertadores, o Rubro-Negro fará três partidas seguidas em casa. Além da LDU, enfrentará o Peñarol, do Uruguai, e o San José, da Bolívia. O torcedor não sócio que quiser ir aos três pagará, no mínimo, R$ 150. Avançando na competição, os preços deverão aumentar.

Depois do clássico com o Vasco, o técnico Abel Braga reforçou a importância da partida de quarta-feira. Como venceu fora de casa na estreia, diante do San José, o Flamengo dará um bom passo no grupo se triunfar também no Maracanã.

— É legal saber que teremos 60 mil torcedores no estádio. Vamos ter essa postura que tivemos contra o Vasco, marcando alto e jogando — afirmou o treinador.

Confira os dez maiores estádios da Libertadores deste ano:

1º – Maracanã (Flamengo) – 78.838

2º – Monumental de Nuñez (River Plate-ARG) – 66.269

3º – Monumental de la UNSA (Melgar-PER) – 65.000

4º – Mineirão (Cruzeiro e Atlético-MG) – 62.000

5º – Beira-Rio (Internacional) – 56.000

6º – Arena do Grêmio (Grêmio) – 55.662

7º – Arena Palmeiras (Palmeiras) – 55.000

8º – Estádio Nacional do Peru (Sporting Cristal-PER) – 50.000

9º – Bombonera (Boca Juniors-ARG) – 49.000

10º – Tomas Adolfo Ducó (Huracan-ARG) – 48.314

Extra

Compartilhe!