Segurança que salvou jovens volta a CT do Fla pela 1ª vez para avaliações

Benedito Ferreira voltou ao Ninho do Urubu pela 1ª vez depois do incêndio que matou dez jovens das categorias de base do Flamengo. O segurança, que salvou os sobreviventes, chegou ao centro de treinamento na manhã desta quarta-feira (13) para uma série de avaliações médicas.

Ele permanece afastado das funções depois do trauma sofrido na madrugada da última sexta-feira (8). Ferreira receberá atendimento dos médicos do clube e psicólogos, que avaliarão qual tratamento será dado na sequência ao funcionário com dez anos de casa e uma lista de serviços prestados.

De plantão na madrugada da tragédia, Ferreira correu e quebrou janelas dos contêineres para retirar alguns meninos que estavam em desespero e sem rumo pelo ocorrido. Segundo relatos, o segurança fez tudo o que era viável e se desesperou quando não foi mais possível retirar ninguém.

Benedito Ferreira é considerado pela Polícia a principal testemunha na investigação da 42ª Delegacia, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele está liberado das funções no clube desde o incêndio e não tem data para voltar ao trabalho.

Além de Ferreira, outras duas funcionárias foram fundamentais no resgate aos meninos. O UOL Esporte contou as histórias de Daniele da Silva e Maria Cícera, que presenciaram a tragédia e viveram junto do segurança o desespero no Ninho do Urubu.

Uol

Compartilhe!