Lesões no rosto de Jhonata Ventura estão cicatrizadas e atleta começa a injerir alimentos

O jogador Jhonata Ventura, que teve mais de 30% do corpo queimado no incêndio no CT do Flamengo, o Ninho do Urubu, segue internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio, mas as lesões no rosto do atleta estão cicatrizadas e ele voltou a injerir alguns alimentos na manhã deste sábado.

Segundo boletim médico divulgado pela Secretaria Municipal Municipal de Saúde (SMS), o quadro de saúde do atleta segue estável. Ontem, lesões nas costas e no ombro direito do jogador apresentaram sinais de infecção e foi necessário iniciar um tratamento utilizando antibióticos.

“O paciente Jhonata Cruz Ventura encontra-se acordado e atendendo a comandos simples ao exame clínico. Ele permanece com máscara de oxigênio e uso de antibioticoterapia no tratamento. As queimaduras estão respondendo bem aos curativos e as lesões em face estão cicatrizadas. Nesta manhã (16), foi iniciada dieta oral de forma gradativa e o quadro de saúde segue estável hemodinamicamente. Segue aos cuidados do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Municipal Pedro II.”, diz a nota.

Dois jogadores já deixaram o hospital

O goleiro Francisco Dyogo, de 15 anos, recebeu alta do hospital nesta sexta-feira. Ele é um dos três feridos o incêndio que matou dez jovens no CT do Ninho. Ele saiu por volta das 9h30 do hospital em uma cadeira de rodas acompanhado da mãe, Francisca Nélia.

“A notícia que eu tanto esperava: o nosso guerreiro @dyogo_alves04 recebeu alta do hospital. Muita gratidão a meu Deus”, escreveu a irmã do atleta, Naiane Alves, na rede social.

Dyogo é o segundo ferido que está indo para casa. O primeiro foi Cauan Emanuel, de 14 anos, que saiu do mesmo hospital no fim da tarde de segunda-feira. O goleiro deve viajar com a família para Fortaleza (CE), sua cidade natal, para descansar nas próximas semanas.

Extra

Compartilhe!