Fla aguarda notificação da Justiça para tentar reverter interdição do Ninho

diretoria do Flamengo não havia sido notificada até a noite desta quarta-feira da decisão da Justiça que, nas últimas horas, determinou a interdição do Ninho do Urubu para os jogadores da base.

O presidente Rodolfo Landim estava em sua sala no momento da publicação da notícia, e foi pego de surpresa. A postura do clube é aguardar a nova reunião de sexta-feira com o Ministério Público e acatar a lista de exigências que for informada pelas autoridades, após a vistoria de terça.

O departamento jurídico, por sua vez, aguarda a notificação da decisão judicial, vai acatar inicialmente, e verificar as formas de reverter em seguida.

O juiz da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, Pedro Henrique Alves, determinou a proibição da entrada, permanência e participação de crianças e adolescentes nas dependências do Centro de Treinamento.

A pena aplicada, em caso de descumprimento, será multa única de R$ 10 milhões para o clube e R$ 1 milhão o presidente Rodolfo Landim. O Ministério Público havia pedido a suspensão de todas as atividades no Ninho do Urubu, mas o pedido não foi acatado pelo juiz.

O Globo

Compartilhe!