Cuéllar minimiza favoritismo do Flamengo: “Investimento não entra em campo”

O Campeonato Carioca começa para os grandes clubes do Rio de Janeiro neste fim de semana, e o Flamengo entra como franco favorito diante das contratações de impacto de Gabigol e Arrascaeta. Mas o favoritismo fica da porta para fora no Ninho do Urubu.

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, Cuéllar deu valor aos últimos reforços, que ainda não poderão jogar na estreia da Taça Guanabara contra o Bangu, domingo, no Maracanã. O volante elogiou os novos companheiros, mas tratou de afastar qualquer rótulo de favorito.

  • Independentemente do rival, o Flamengo entra com obrigação de ganhar o jogo. Investimento não significa que vai conquistar tudo. Entra 11 contra 11, somos todos seres humanos que cometem erros e acertos. Somos todos iguais. Investimento não entra em campo – afirmou, usando a temporada de 2018 como exemplo.
  • A responsabilidade é sempre muito grande independentemente de contratar atleta de alto nível. Dinheiro pode trazer mais qualidade, mas o elenco é muito qualificado. Ano passado podíamos ter ganhado mais título do que a Taça Guanabara. Agora chegaram caras para somar. Mas não significa que vão chegar e ganhar tudo. Vamos entrar em campo pensando nisso. Investimento alto não significa resultado.

Globo Esporte

Compartilhe!

1 comentário em “Cuéllar minimiza favoritismo do Flamengo: “Investimento não entra em campo””

  1. Sem esse papo furado, o flamengo tem a obrigação de voltar a ser o flamengo que um dia foi o melhor do mundo! queremos que vcs atletas honrem esse manto sagrado que é a camisa do eterno mengão!

Os comentários estão encerrado.