Passa a régua: Flamengo decepciona, e ano sem chegar em finais “custa” R$ 31 milhões

Não chegar em finais na temporada custou ao Flamengo ao menos R$ 31 milhões. Este é o valor somado que Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Copa Libertadores pagaram aos clubes que disputaram as decisões de 2018.

No último ano da gestão de Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo não conseguiu alcançar boa parte das marcas que desejava. O clube planejava um título grande entre os três disputados (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil ou Libertadores), ser finalista em uma competição (podendo até ser vice) e terminar entre os quatro do Brasileirão. Só um dos objetivos foi alcançado.

Os tropeços colocam o “planejamento estratégico”, divulgado pelo próprio clube, em risco. Nele, o Rubro-Negro revela a pretensão de conquistar uma Copa Libertadores, cinco títulos nacionais (Campeonatos Brasileiros ou Copa do Brasil) e uma Copa Libertadores entre 2017 e 2021. Para cumprir o planejamento, o time da Gávea não pode mais errar no Estadual e precisa levantar cinco das seis taças nacionais que restam para disputar.

– Desde que cheguei foram três vice-campeonatos. Algumas coisas boas aconteceram, mas precisamos conquistar títulos de peso. Por alguma razão, e precisamos encontrá-la, não conseguimos. Precisamos evoluir – analisou o meia Diego.

Ausência em decisões “custa” caro
Apesar de bater a meta com premiações, o baixo rendimento esportivo fez o clube desperdiçar, pelo menos, um valor próximo dos R$ 30 milhões. Essa é a soma dos pagamentos aos finalistas do Campeonato Carioca, da Copa do Brasil e da Libertadores.

Campeonato Carioca
Campeão: R$ 3 milhões
Vice: R$ 1,5 milhões

Copa do Brasil
Campeão: R$ 50 milhões
Vice: R$ 20 milhões

Copa Libertadores
Campeão: R$ 20 milhões
Vice: R$ 10 milhões

Mesmo com as frustrações, o clube chegou financeiramente aos resultados que esperava em 2018. Entre direitos de transmissão e premiações, o Flamengo embolsou um valor próximo dos R$ 220 milhões. A meta para a temporada (detalhada na imagem abaixo) era de R$ 218,9 millhões.

Globo Esporte

Compartilhe!