Mauricio de Souza vê jogo parelho no Monumental: “Não saímos satisfeitos”

O auxiliar técnico de Mauricio Barbieri, Mauricio de Souza, considerou que o Flamengo teve as melhores chances no empate com o River Plate, em Buenos Aires. Souza, que era técnico dos juniores até a demissão de Paulo Cesar Carpegiani e a promoção de Barbieri a treinador, disse que o resultado não lhe agradou.

Auxiliar de Barbieri, Mauricio afirmou que o Flamengo teve as melhores chances no empate de Buenos Aires (Foto: Reprodução/SporTV)

– Viemos aqui com o objetivo de terminar em primeiro lugar. O Flamengo sempre vai pensar assim. Hoje, queríamos sair com os três pontos, mas não foi possível – disse Mauricio de Souza.

O resultado classificou o Flamengo na segunda colocação do grupo 4 da Libertadores. O adversário das oitavas ainda não está definido. As partidas serão realizadas apenas depois da Copa do Mundo.

– (Após a classificação) não tem mais isso de adversário que não seja difícil. Nós continuamos invictos, depois de um início difícil, com punição e dois jogos sem torcida. Não saímos satisfeitos, mas foi um jogo parelho. As melhores chances foram nossas – afirmou o auxiliar.

Confira outras respostas de Mauricio de Souza:

Comunicação com treinador

Eu e Barbieri tentamos planejar as variáveis, nos planejamos para as possíveis situações de jogo. Apesar dele ter dado toda a liberdade para decidir.

Sequência de jogos sem poupar

Não acredito que a equipe esteja cansada. Mas sem dúvida nenhuma precisamos ter mais atenção com isso. É uma sequência desgatante demais. Acredito que se não olharmos com atenção para isso, para essa sequência, vamos ter problemas. Mas estamos conversando com o Centro de Excelência em Perfomance. Mas não acredito que esse fator tenha sido determinamnte para o empate. Temos que avaliar isso jogo a jogo. A parte fisica e médica vai avaliar para administrar da melhor forma possível.

Desfalque de Paquetá

Hoje é um jogador importantíssimo. Infelizmente não podemos contar com ele, mas temos grupo qualificado. Aquele que entrar vai dar conta do recado. Temos um grupo qualificado, mas não podemos lamentar. Temos que valorizar quem vai entrar.

Globo Esporte

Compartilhe!