Início Notícias Paciência, volume de jogo e pés no chão: como Barbieri venceu de novo